O que é tipografia?

Já falamos de fontes nesse blog (e de onde encontrá-las), mas o que ainda não abordamos foi o que é tipografia. A tipografia é o componente visual da palavra escrita e, ao mesmo tempo, é a arte de criar essas palavras. Você vai entender isso melhor no texto de hoje e vai conhecer também algumas dicas para escolher as tipografias certas daqui por diante. Pronto? Vamos lá.

Afinal, o que é tipografia?

Antes da era digital, tipografia era um ofício altamente especializado que se limitava ao mundo do design editorial e da publicidade. Ela também estava presente em sinalizações, outdoors, embalagens e outros itens do mundo físico.

Desde a chegada dos computadores a tipografia se expandiu em centenas de direções. Os designers hoje têm inúmeras fontes para escolher em seus trabalhos e os criadores delas podem vendê-las diretamente para o consumidor final (e compartilhar gratuitamente seus designs online).

Todavia, uma escolha ilimitada de fontes não significa automaticamente que designer hoje tenham a capacidade de escolhê-las melhor. Definir que tipografia utilizar em um projeto exige ser versado em algumas regras básicas e ter um olhar artístico apurado. As regras você pode aprender nesse post e, o olhar apurado vem com o tempo, a partir da observação de muitas peças gráficas.

Como escolher uma fonte?

Antes de qualquer coisa, para escolher a tipografia certa você precisa entender como quer que o público reaja ao seu texto. Ou seja, deve desvendar o seu objetivo e guiar-se por ele. Sua escolha de tipo de letra precisa também equilibrar uma boa combinação de legibilidade e leiturabilidade, mantendo-se apropriada ao público e a mensagem.

Cada uma dessas características requer consideração. O que darei a seguir são dicas generalizadas que tendem a orientar leigos melhor em termos de escolhas projetuais.

Legibilidade

Parece, inicialmente, que legibilidade e leiturabilidade são a mesma coisa, mas não é o caso. Legibilidade refere-se ao design do tipo de letra, como a largura de seus traços. Quando é fácil diferenciar a letra b da letra p, por exemplo, há legibilidade.

Para garantir que as suas escolhas tipográficas ofereçam boa legibilidade, faça o seguinte:

  • Escolha letras formadas por formas únicas, sem deformações artísticas ou ornamentações excessivas.
  • Defina para o seu projeto fontes que tenham um bom espaçamento entre caracteres.
  • Dê preferência a tipografias com uma altura-x maior. A altura-x é o que garante a legibilidade de um tipo, ajudando letras como e, s e a a se destacarem.

Leiturabilidade

Dependendo de como o seu tipo de letra está configurado (e, também, da legibilidade básica do tipo de letra) ele produz um certo nível de legibilidade. Legibilidade é a interação entre tipo, estilo, rastreamento, tamanho, cor e outras propriedades que combinadas somam um certo grau quantificável de leiturabilidade.

Nessa etapa, você deve pensar que comunicação vem antes do estilo e, se a combinação de todos esses elementos prejudica o entendimento da mensagem um (ou mais) deles precisa(m) ser alterado de acordo.

Características estilísticas

Algumas tipografias são mais apropriadas para um layout do que outras, por questões estilísticas. A adequação é algo que você aprende com experiência, mas aqui estão alguns atributos que um tipo de letra pode ter.

Estética

Seu tipo de letra deve estar em conformidade com a estética esperada pelo público para o qual seu projeto se destina. Quanto mais você combina a essência da tipografia com a essência do projeto, mais fácil é ser bem-sucedido em sua escolha.

Intenção

Quando um designer cria uma tipografia, ele faz isso tendo algo em mente. Muitos tipos de letras populares têm revisões detalhadas e é quase impossível não conhecer pelo menos um pouco sobre a sua história e o propósito imaginado pelo designer. Leve isso em consideração ao fazer uma escolha projetual.

Pronto! Agora você já sabe o que é tipografia e conhece algumas das coisas que é preciso saber para usá-la bem em seus projetos. É claro que há uma série de leituras adicionais que podem agregar bastante conhecimento e este é um guia muito básico, mas espero que ele lhe ajude a fazer escolhas melhores daqui por diante. Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos!